10 abril, 2019

O Pensante. Quando um ursinho de pelúcia se torna estratégia de aprendizagem e engajamento.



Tornar o processo de ensino e aprendizagem mais prazeroso e significativo para os alunos é o desafio diário de qualquer professor. No caso do Colégio Expoente, isso nos motiva ainda mais a busca por soluções criativas e divertidas. Foi assim que aconteceu quando criamos o Pensante, um ursinho de pelúcia que é o objeto conector de uma parceria entre família e escola.
Reservamos este post para contar a história dele e sobre a participação dos pais na vida escolar dos filhos. Vem com a gente!

Com vocês, o Pensante

Com uma mala de viagem em mãos, a professora convida as crianças da turma do 2º ano da Educação Infantil para sentarem em roda. Curiosos com o que poderia estar dentro da bagagem, eles começam a dar palpites. Em seguida, ouvem a história “Pensante, um amigo interessante” e são apresentadas para o novo amigo.

A proposta é que o ursinho possa ajudar a ensinar para os alunos sobre o que é certo ou errado, sobre valores como empatia, companheirismo, amizade, responsabilidade, respeito e solidariedade.De quebra, o ilustre personagem visita a casa daqueles que se comportam bem, e isso é uma forma de incentivar também a participação dos pais na vida escolar dos filhos. É uma parceria entre família e escola, que contribui efetivamente para a educação das crianças.

A opinião dos pais dos alunos sobre a parceria entre família e escola

“Esse Pensante foi a coisa mais incrível que eu conheci”, conta o pai de uma aluna. “É o ursinho mais gente boa, educado, companheiro e fraternal que a criança vai ter e se ela se comportar ele ainda passa o final de semana na casa dela”. Mesmo ainda sem ser visitado pelo ursinho de pelúcia, o pai conta que já viu ele sentado em uma reunião na escola e que o Pensante já aconselhou sua filha a se tornar uma aluna melhor. Por se tratar de uma aluna que aprende com facilidade, o pai conta que sua filha começava a cantarolar e a atrapalhar os colegas mesmo sem querer. “O Pensante pediu para ela se comportar melhor e ela está conseguindo”, continua. “As crianças realmente entram no mundo dele e começam a pensar de acordo com o que o Pensante faria”, complementa.
Quando perde a paciência no trânsito congestionado de Curitiba, ele conta que a filha logo o corrige: “Pai, você não está Pensante”.

Com o Pensante, os pais aumentam a participação na vida escolar dos filhos

A mãe de outro estudante conta que, com a ajuda do Pensante os pais conseguem aumentar a participação na vida escolar dos filhos. E a escola parece ainda mais com uma extensão de casa. “Ética, moral, o que é certo e errado, honesto ou não, bate com o que a escola também ensina”.

O Expoente entende as necessidades e os desafios dos pais modernos, inclusive em relação à falta de tempo. Por isso, continua estudando novas possibilidades para aproximar a escola da vida de cada aluno. O Pensante é uma das formas com as quais participa de modo ativo do dia a dia das crianças, inclusive na educação e no ensino de valores.

E a sua escola consegue incentivar a participação dos pais na vida escolar dos filhos e a parceria entre família e escola? Que tal se inspirar no Pensante do Expoente?

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Digite o que procura e pressione Enter para pesquisar