11 dezembro, 2017

Como transformar informações em ação assertiva nas escolas






As pesquisas podem ser grandes aliadas das instituições na gestão de informação


Por Priciane Crocetti

Rotineiramente, as instituições escolares produzem uma enorme quantidade de informações pedagógicas, financeiras e acadêmicas que baseiam a estruturação e a atuação da escola. Mas para que servem todos essas informações? Na verdade, se utilizadas de maneira adequada, elas podem ajudar a aprimorar os serviços prestados pela instituição.

Não basta apenas ter acesso a todas essas informações, é preciso saber analisá-las criticamente para reconhecer as necessidades de seu público e fazer adequações necessárias. Assim, a instituição pode usar essas informações e transformá-las em ações para seu crescimento.

Os gestores das instituições têm papel fundamental nessa transformação. Para isso, eles podem contar com um profissional, que analisa as informações para saber quais delas são mais relevantes para serem trabalhadas com profundidade. A questão a ser respondida é: o que minha escola precisa melhorar?

Pesquisas podem auxiliar na transformação de sua escola
Uma ação que pode agregar na transformação da informação em ação é aplicar pesquisas para saber as impressões dos alunos, pais e responsáveis sobre sua instituição. Essa ferramenta é excelente para alcançar o objetivo pretendido de maneira mais concreta.



Fundir diferentes técnicas de pesquisas traz resultados mais abrangentes. Formatos que esclareçam o dizer e o fazer, quando unidos, dão um amplo entendimento de determinado comportamento. No ramo da educação, é muito comum utilizar pesquisas quantitativas, porém, quando combinadas às qualitativas, elas resultam em uma ação ainda mais efetiva.

Profissionais especializados garantem maior acerto nas pesquisas por saberem auxiliar os gestores em como elaborá-las bem como na análise dos resultados. Também é essencial uma reunião com professores e coordenadores da escola para a apresentação dos resultados. A partir disso, é possível criar planos de ação mais assertivos, cenários futuros, corrigir erros e sair do estágio atual e alcançar o desejado.

Com as informações em mãos, os gestores conseguem ter novas ideias e perspectivas, assim como compreender os movimentos de evolução ou involução. Todo esse processo possibilita tomada de decisão mais precisa e um avanço real nos desafios do mundo escolar. Como diz o estudioso e professor Peter Drucker “o conhecimento era um bem privado ligado ao verbo SABER. Agora, é um bem público ligado ao verbo FAZER.”.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Digite o que procura e pressione Enter para pesquisar