22 agosto, 2017

O papel do assessor pedagógico como agente articulador da formação de professores



“A assessoria pedagógica não consiste em transmitir certezas, mas em partilhar sentido.” (Gutierrez e Prieto, 1994)



Por Rosires Galluci
Globalização, novas tecnologias de informação e comunicação, avanços da ciência e da tecnologia são fenômenos que geram mudanças sociais, culturais, políticas e econômicas, mudanças estas que exigem da escola novos saberes, novas posturas, novas propostas educativas. Mas como se configura a atuação do assessor pedagógico nesse contexto de mudanças?

Educação de qualidade é uma busca constante das instituições de ensino, entretanto, para que ela se torne realidade, são necessárias ações que sustentem um trabalho em equipe e uma gestão que priorize a formação docente, contribuindo para um processo de qualidade. Nessa perspectiva, é preciso oferecer às escolas parceiras um atendimento adequado e personalizado, conhecendo as particularidades de cada instituição, identificando suas características e as necessidades de gestores e professores, para, com isso, encontrar soluções que priorizem um trabalho educacional de qualidade.

Para entender melhor esta relação entre Sistema de Ensino e escolas conveniadas, escolhemos o assessor pedagógico como ator privilegiado desta relação, e a escolha se deve ao fato de entendermos que ele tem uma função articuladora, formadora e transformadora. Portanto, é um personagem mediador entre sistema de ensino e escolas parceiras.

Dessa maneira, esse profissional é quem auxilia as equipes gestoras e os professores de cada escola a fazerem as devidas articulações curriculares, considerando suas áreas específicas de conhecimento, os alunos com quem trabalham, a realidade sociocultural em que a escola se situa e os demais aspectos das relações pedagógicas e interpessoais que se desenvolvem na sala de aula e na escola.

Uma vez que o assessor pedagógico tem a função precípua de ser um articulador entre todos os atores que compõem a escola, é preciso entender que ele atua em um espaço de mediação e de interação entre todos. Portanto, o entrosamento é fundamental para a busca de rumos coletivos que efetivamente coordenem o trabalho pedagógico pelo diálogo e pelo compartilhamento de decisões.

O que, então, compete ao assessor pedagógico?


- Como articulador, seu papel principal é oferecer acompanhamento pedagógico completo às escolas conveniadas, assegurando eficiência na utilização das soluções educacionais, bem como nos diversos aspectos relacionados ao desenvolvimento das instituições de ensino.

– Como formador, compete-lhe oferecer formação continuada a educadores, com temas educacionais atuais e relevantes, que permitam a reflexão sobre as práticas pedagógicas de gestores, coordenadores e professores.

– Como transformador, sua atuação deve permitir e estimular a pergunta, a dúvida, a crítica, a criatividade e a inovação, ou seja, promover questionamentos que ajudem o professor a ser reflexivo e crítico em sua prática.



* Rosires Galluci - Gerente do Centro de Excelência em Educação do Grupo Expoente

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Digite o que procura e pressione Enter para pesquisar